O anexo de um prédio de cinco andares no bairro Solar do Barreiro, na região do Barreiro, em Belo Horizonte, desabou no meio da tarde desta quarta-feira (12). Bombeiros trabalharam local ao longo da tarde e noite, mas infomaram que não houve resultado nas buscas.

Uma mulher e a filha dela, que não tiveram a idade reveladas, estariam no prédio, quando o anexo desabou, mas elas não foram localizadas. Segundo o Corpo de Bombeiros, imóveis vizinhos, na rua Cineasta Humberto Mauro, estão interditados.

O tenente Jamilson Reis, do Corpo de Bombeiros, informou que, em janeiro deste ano, a Defesa Civil já havia notificado o imóvel por conta das condições estruturais do local. ”Não foi relatado pelos moradores nenhum acontecimento que provocasse a queda. Tudo leva a crer que foi pelas condições de avaria do imóvel”, informou.

De acordo com a Defesa Civil de Belo Horizonte, o imóvel havia sido vistoriado pelo órgão, que solicitou intervenções preventivas, não implantadas pelos responsáveis. As providências sobre interdição do local foram feitas. 

Vazio

A perícia da Polícia Civil está no local investigando as causas da queda. No prédio, segundo vizinhos, mora uma família de cinco pessoas, mas apenas duas delas (mãe e filha) estariam no local na hora do acidente.

A parte que caiu era uma espécie de puxadinho no segundo andar, sustentado por vigas. Vizinhos informaram que o espaço estava inutilizado. 

A família que mora no prédio não quis conversar com a imprensa.

Leia mais:
Parte de prédio desaba em Fortaleza; moradores deixam local às pressas
Polícia prende envolvido no desabamento de prédio na Muzema
Número de mortos em desabamento de prédios no Rio sobe para 20