Um ônibus municipal de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, chocou-se lateralmente contra um trem que passava pelo Centro da cidade, na tarde desta segunda-feira (19). Seis pessoas ficaram levemente feridas. O condutor do coletivo foi encaminhado para um hospital.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o motorista do transporte municipal não visualizou a sinalização e iniciou travessia pelos trilhos no momento em que a locomotiva passava pelo local, por volta das 14h30. Segundo a VLI, empresa que controla a linha férrea, a batida ocorreu próximo ao Restaurante Popular.

Os Bombeiros estiveram no local e prestaram os primeiros-socorros aos seis passageiros do ônibus. O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) realizou o atendimento final. Já o motorista do ônibus, segundo a ferrovia, foi levado para o Hospital da Unimed, na mesma cidade, e é acompanhado pela empresa.

A área do acidente foi isolada pela TransBetim e o tráfego foi interrompido na região. A reportagem procurou a Prefeitura de Betim para obter mais informações sobre o acidente, incluindo a validade da carteira de habilitação do condutor do ônibus, e aguarda retorno.

Em nota, a VLI lamentou o registro e informou que todos os procedimentos de segurança foram adotados, como o acionamento da buzina antes do cruzamento e dos freios de emergência.

"O local também está devidamente sinalizado e a locomotiva estava a uma velocidade de 15 km/hora. A VLI enfatiza a importância de pedestres e motoristas seguirem as orientações de 'pare, olhe e escute' antes de atravessar uma linha férrea. Um trem pode demorar até um quilômetro para parar totalmente", declarou.

A empresa também afirmou que promove campanhas regulares de conscientização para reforçar os cuidados e o comportamento preventivo durante a interação com linha.

Leia mais:
Confira os horários e o que pode reabrir em BH a partir de quinta-feira
'Gambá com raiva' mantém Parque Municipal fechado por tempo indeterminado em BH, diz Kalil
Novo laudo do IML sobre morte de mulher de promotor aponta lesões provocadas por enforcamento