Se os índices de transmissão da Covid-19 se mantiverem, o Estado prevê uma passagem pelo pico da pandemia, previsto para esta quarta-feira (15), sem risco de desassistência médica em Minas. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) nesta terça (14).

"Pelo dimensionamento que nós fizemos até agora, é possível, sim, que a gente consiga passar por esse pico, se não houver mudança do cenário e uma mudança da taxa de transmissão nos próximos dias, de uma forma que ninguém fique sem assistência no Estado de Minas Gerais", declarou o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral.

De acordo com o gestor, a taxa de contágio (RT) está, em média, em 1,03 em Minas, o que significa que um paciente contaminado pela doença pode transmitir para pouco mais de uma pessoa. 

Segundo o gestor, o valor é "severamente" melhor do que há um mês, mas precisaria estar abaixo de 1 para representar a diminuição dos casos.

"Isso para nós é muito importante porque sinaliza que, possivelmente, na semana que vem ou na outra semana, nós tenhamos uma desaceleração da transmissão e do número de casos e de pessoas que necessitam de internação", declarou.

Amaral relembrou, no entanto, que a taxa de 1,03 é a média estadual. Segundo ele, em algumas regiões o índice pode chegar a 1,2 e em outras já abaixou de 1.

Leia mais:
Entidades sugerem comércio aberto de terça a sexta-feira em BH
Uso obrigatório de máscaras tem adesão no Centro e desrespeito em outros bairros de Belo Horizonte