A Prefeitura de Belo Horizonte vai assumir a construção da área de escape no Anel Rodoviário. A definição foi acertada pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD) e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, nesta quinta-feira (26).

As obras visam a reduzir os acidentes frequentemente registrados na via. O projeto foi elaborado pela BHTrans e está orçado em torno de R$ 3,5 milhões, com recursos próprios da PBH. A previsão é que os trabalhos comecem na primeira quinzena de setembro. 

O acordo entre o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e a capital mineira já está sendo preparado e será assinado nos próximos dias. O documento vai autorizar a metrópole a conduzir a contratação e execução do projeto. A construção ficará a cargo da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) e deve durar 90 dias. 

O projeto compreende um trecho de 300 metros localizado entre a BR-040 e o trevo do Betânia, a poucos metros do acesso ao Buritis, na região Oeste da cidade.

Leia mais: 

Paulo Guedes diz apoiar criação de 'microparcelamento' dos precatórios em 2022
Duas pessoas são presas em operação contra extração ilegal de minério em Nova Lima
Incidência de síndrome respiratória aguda grave parou de cair e pode voltar a crescer, diz Fiocruz