A Prefeitura de Belo Horizonte começa a instalar telas de proteção com inseticida em residências de gestantes para protegê-las do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. A iniciativa é inovadora.

Por meio da Secretaria Municipal de Saúde, estão sendo instaladas telas de proteção com inseticida em janelas de residências onde residem gestantes. A prioridade é para grávidas que moram em locais de confirmação de circulação do zika vírus e que estejam no primeiro ou segundo trimestre de gestação.

Nesta quarta-feira (9) serão instaladas telas em duas residências no bairro Jardim Guanabara, regional Norte.

A tela oferece dupla proteção por representar obstáculo de barreira física e bioquímica ao Aedes aegypti. O equipamento consiste em uma tela de malha fechada impregnada por produto inseticida que contém cipermetrina e polietileno não inflamável. As telas têm validade de cinco anos ou 20 lavagens.

As equipes de Saúde da Família acompanham o processo e orientam a instalação. A tela tem certificação ISO 9000 e 2000 e é autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).