A desapropriação de quatro terrenos na região do Barreiro, em Belo Horizonte, foi determinada pelo prefeito Marcio Lacerda, em vigor a partir dessa quinta-feira (23), data de publicação do decreto.

"Ficam declarados de utilidade pública, para fins de desapropriação, a se efetivar mediante acordo ou judicialmente, os imóveis abaixo indicados, assim como suas edificações e demais benfeitorias, se houver, situados na quadra 132, Bairro das Indústrias", confirma a publicação no Diário Oficial do Município (DOM).

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) planeja implantar a Bacia do Bairro das Indústrias no local, além da bacia do Calafate, que faz parte da propostas que tem como objetivo minimizar as ocorrências de inundações ao longo da calha do Ribeirão Arrudas, segundo informações da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap).

O "piscinão" colocaria fim a um dos pontos mais críticos de enchente da capital mineira, na avenida Tereza Cristina.

A construção da reservatório do bairro das Industrias devem custar R$ 40,3 milhões e irá comportar um volume de 120 mil m³. Os trabalhos devem ser inciados a partir do primeiro semestre de 2015 e finalizados no segundo semestre do mesmo ano.

O valor de custo previsto para toda a obra da bacia do Calafate é de R$ 317 milhões e devem ser concluídas no segundo semestre de 2017. Os dois reservatórios devem abrigar um volume total de 720 mil m³ de águas.

Os terrenos em questão dessa matéria são de propriedades presumíveis da siderúrgica Vallourec & Mannesmann Tubes.