Na primeira semana de lockdown, na qual apenas o comércio essencial teve autorização para  funcionar em Belo Horizonte, a prefeitura interditou 19 estabelecimentos por descumprimento ao decreto que endureceu as regras para evitar o aumento de casos de coronavírus na capital. Outros dois foram multados.

O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES) apontou que o município já registrou 77.302 casos da doença e 2.042 mortes pela doença.

A Secretaria de Política Urbana informou nesta segunda-feira (18), que continuará com as ações planejadas nas nove regionais. Os estabelecimentos que não cumprirem com as medidas de combate à Covid-19 estarão sujeitos à interdição e multa de R$ 18.359,66.

A portaria 17.523/2021 permite desde 11 de janeiro, apenas o funcionamento dos estabelecimentos considerados essenciais. Supermercados, farmácias, postos de gasolina, padarias, sacolões, entre outros estão na lista de atividades autorizadas a abrir as portas na cidade.