Em reunião na tarde desta segunda-feira (12), a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) manteve a proposta de 5,56% e um acréscimo de 5,88% no vale-alimentação, ambos a partir de outubro. Entretanto, a reportagem do Hoje em Dia não conseguiu contato com os representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel) nesta noite.
 
Em nota, a PBH informou ainda que os representantes dos servidores se comprometeram a enviar uma contraproposta para ser analisada pela prefeitura e nova reunião para tratar do tema será marcada, mas ainda não há data prevista. Entretanto, os servidores já anunciaram anteriormente que querem reajuste salarial de 15%; aumento do vale-alimentação para R$ 28; realização de concurso público; fim da terceirização de serviços na prefeitura; entre outros pontos. Eles também informam que essas reivindicações já foram entregues à PBH no dia 19 de março, data de lançamento da campanha salarial dos trabalhadores.
 
Ainda segundo a PBH, a reunião da Mesa de Negociação Sindical desta segunda seria para discutir outros assuntos, mas o encontro foi reduzido à discussão sobre a greve. "Inicialmente, a pauta da reunião seria a definição do regimento Interno da Mesa de Negociação Sindical, a definição dos assuntos que serão discutidos nos grupos temáticos da Mesa e a confirmação das datas das reuniões setoriais. Diante da greve, as entidades sindicais se recusaram a debater esta pauta e a discussão se concentrou na proposta de reajuste salarial".
 
Já em relação às reuniões temáticas, as datas marcadas anteriormente foram mantidas. Dessa forma, haverá reuniões específicas para tratar reivindicações das áreas da saúde, limpeza urbana, educação, entre outras. Confira as datas abaixo:
 
Dia 13/05 – Saúde (10 horas)
 
Dia 15/05 – Educação (10 horas) e Administração Geral (16 horas)
 
Dia 16/05 – Engenheiros e Arquitetos (16 horas)
 
Dia 19/05 – Vigilância Sanitária (16 horas)
 
Dia 20/05 – Analistas de Políticas Públicas (16 horas)
 
Dia 21/05 – Sudecap (16 horas)
 
Dia 22/05 – SLU (16 horas)
 
Dia 23/05 – Fundações Municipais (16 horas)
 
Dia 26/05 - Fiscalização Integrada (16 horas)