PBH retoma consultas on-line para ampliar atendimento a pessoas com sintomas respiratórios

Da Redação
portal@hojeemdia.com.br
06/01/2022 às 18:33.
Atualizado em 10/01/2022 às 02:02
 (Reprodução / Pixabay)

(Reprodução / Pixabay)

Com a corrida às Unidades de Saúde de Belo Horizonte devido ao surto de doenças respiratórias, como a gripe e a Covid-19, a prefeitura da capital anunciou nesta quinta-feira (6) a retomada do serviço de consulta on-line para casos de síndrome gripal. De acordo com a PBH, os atendimentos já estão disponíveis. 

O acesso deve ser feito pelo portal da prefeitura - disponível neste link -  ou pelo aplicativo PBH APP. As consultas acontecem de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Conforme a administração municipal, a princípio, serão disponibilizadas 60 teleconsultas diárias, que serão gradativamente ampliadas nas próximas semanas, conforme a necessidade e a demanda dos usuários.

Pessoas a partir de 18 anos que apresentarem sintomas como tosse, dor de garganta, congestão nasal e coriza, com ou sem febre podem procurar o serviço.

Para acessar o programa, os moradores devem estar cadastrados em Centros de Saúde na capital. Caso o cidadão não seja cadastrado, ele deve procurar o Centro de Saúde de referência para realizar a inscrição.
 
Como consultar?

A pessoa deve acessar o portal da Prefeitura ou o PBH APP e se cadastrar para uma Consulta On-line Síndrome Gripal. Após confirmar o cadastro no SUS-BH, o paciente entra em uma tela para escolha da data e horário da teleconsulta, dentro da disponibilidade da rede SUS.

No dia e hora agendados, o usuário entrará novamente no sistema com seus dados cadastrais, CPF e data de nascimento e terá acesso à consulta por vídeo.

De acordo com o diagnóstico levantado, ele poderá receber orientações de isolamento domiciliar e receita de medicamento que seguirá escaneada no e-mail de cadastro informado. Com a impressão da receita, o paciente poderá buscar o medicamento no Centro de Saúde de sua área de abrangência.

Os pacientes com síndrome gripal com critérios de risco seguirão ainda em telemonitoramento, por telefone, pela equipe da unidade de atendimento que irá ligar a cada 48h, de acordo com a indicação médica, para avaliar a evolução dos sintomas relatados na teleconsulta.

Leia também

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por