A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) vai investir cerca de R$ 1 milhão em serviços de manutenção, limpeza e conservação da Praça Raul Soares, no Centro da cidade. A licitação para as obras está aberta pela administração municipal em modo pregão eletrônico. Os lances de empresas interessadas deverão ser feitos a partir do próximo dia 13. O Hoje em Dia esteve no local e fotografou os pontos com registros de estragos, como pixação e solo danificado. (Veja na galeria no fim da reportagem)

De acordo com a Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), os trabalhos devem durar 24 meses. Conforme a pasta, o objetivo é manter a praça como um local adequado para utilização de convivência e trânsito de pessoas.

"Para isso, serão executados serviços de paisagismo com podas, plantio e transplantio de árvores, cortes de grama, acabamentos de canteiros, controle fitossanitário de pragas, adubação mineral e orgânica, pequenas manutenções no sistema de irrigação, nas instalações hidráulicas e nos pisos e calçadas e aplicações de adubos e terra vegetal, nas áreas que se fizerem necessárias", informou, em nota.  

Ainda segundo a Sudecap, o pregão eletrônico será realizado em sessão pública virtual, com abertura dos lances às 10h de 13 de maio. O edital completo está disponível neste link.

Praça Raul Soares

Fundada na década de 1930, além de ser uma das praças mais importantes da cidade, a Praça Raul Soares é um bem tombado que necessita de manutenção constante para conservação das características, inspiradas na França.

praça raul soares

Praça foi inaugurada em 1936

De acordo com o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha), o traçado da praça é de autoria do arquiteto Éric de Paula, e utiliza elementos geométricos das calçadas portuguesas, que fazem referência ao estilo art déco.

Os trabalhos de construção foram iniciados em 1929, sendo inaugurada em 1936. O tombamento foi aprovado em 1988.

Leia mais:
Após invadir escola com facão, jovem mata professora e três crianças em Santa Catarina

Mandetta diz que ciência balizou decisões quando estava à frente do Ministério da Saúde
Viaduto desaba, derruba trem na Cidade do México e deixa dezenas de mortos e feridos; veja vídeo