Uma pesquisa realizada em 20 aeroportos do país apontou o de Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, como o melhor no quesito internet e wi-fi disponibilizados no local para os passageiros. Numa escala de 1 a 5, onde 1 é “muito ruim” e 5 é “muito bom”, o terminal levou o primeiro lugar no levantamento com a maior nota, 4,04. 

O aeroporto é o único entre os avaliados que recebeu nota acima de 4, meta estipulada pela Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero). Em contrapartida, no indicador disponibilidade de tomadas, o terminal recebeu dos passageiros a nota de 3,82, abaixo da meta.

O relatório do 2º trimestre da Pesquisa de Satisfação do Passageiro realizada pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil revelou ainda que o terminal ficou em primeiro lugar em 6 dos 38 indicadores avaliados, dentre eles, confiabilidade da inspeção de segurança (4,64); qualidade da sinalização do aeroporto (4,51); disponibilidade e qualidade das informações nos painéis de voo (4,50); tempo de fila na emigração (4,86); e cordialidade dos funcionários da emigração (4,79).

Além disso, ficou em segundo lugar em alguns índices como na qualidade da informação prestada pela companhia aérea (4,67); disponibilidade de assentos na sala de embarque (4,70); sensação de segurança nas áreas públicas do aeroporto (4,58); e limpeza geral do aeroporto (4,74).

Alguns indicadores, entretanto, não tiveram bom desempenho na pesquisa. O custo-benefício dos produtos de lanchonetes e restaurantes (2,91) e custo benefício dos produtos comerciais (2,99) receberam nota abaixo da meta.

Pesquisa

Os 20 terminais envolvidos na pesquisa estão divididos em três categorias. Até 5 milhões de passageiros transportados por ano: Belém, Cuiabá, Florianópolis, Goiânia, Maceió, Manaus, Natal e Vitória. De 5 a 15 milhões de passageiros por ano: Viracopos, Confins, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Salvador e Santos Dumont. E acima de 15 milhões de passageiros transportados por ano: Congonhas, Guarulhos, Galeão e Brasília.

Esses aeroportos são responsáveis pelo transporte de 87% dos passageiros no Brasil. Entre abril e junho, 89% dos entrevistados avaliaram esses terminais como "bons" ou "muito bons". Ao todo, foram ouvidas 20.525 pessoas nesse trimestre. Os viajantes são ouvidos diariamente por pesquisadores da Praxian – Business & Marketing e o nível de confiança do levantamento é de 95%, com margem de erro de 5%.

A pesquisa completa está disponível no site do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil.

Por meio de nota, o diretor-presidente da BH Airport, Adriano Pinho, informou que a concessionária "tem investido permanentemente na evolução da qualidade da prestação de serviços e os resultados desta última pesquisa aponta que estamos no caminho certo. Entre os indicadores em que o aeroporto foi mais bem avaliado estão os relacionados ao conforto, segurança e atendimento, o que demonstra o trabalho que vem sendo feito por toda a equipe da BH Airport, nossos parceiros e autoridades”. 

Ainda segundo Adriano Pinho, cada pesquisa realizada tem permitido à concessionária avaliar e adotar mais iniciativas que levem à evolução contínua da qualidade dos serviços, além de identificar novas oportunidades de melhoria.

Fonte: Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

Leia mais:
Anac reajusta taxas dos aeroportos de Guarulhos e Viracopos
Movimento tenta barrar retomada do Aeroporto da Pampulha