Pessoas obesas e portadoras de diabetes do tipo 2 estão mais propensas a desenvolverem doenças infecciosas, uma vez que as duas condições afetam o sistema imune. Estudo realizado pelo Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da Universidade de São Paulo (USP) sugere que a queda na imunidade decorre da alteração nos neutrófilos, as primeiras células de defesa a reagir diante de um agente invasor.

A pesquisa, publicada recentemente na revista científica “Scientific Reports”, mostrou que os neutrófilos desses indivíduos são menos eficazes no reconhecimento de bactérias e morrem mais facilmente. “Esse trabalho tem uma relevância muito grande, pois demonstra que as condições de resistência à insulina, que chamamos de síndrome metabólica, estão ligadas a uma alteração importante nos neutrófilos. Indica também que essa alteração pode estar na origem da suscetibilidade que obesos e diabéticos do tipo 2 apresentam em relação a processos infecciosos”, frisou o bioquímico Wilson Mitsuo Tatagiba Kuwabara, responsável pelo estudo.