A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira (24) a segunda fase da operação "Poeira Vermelha - Taquaril", para investigar supostas irregularidades na extração de minério na Região Metropolitana de Belo Horizonte. No total, os agentes cumprem 12 mandados de busca e apreensão.

Além da capital, as ordens expedidas pela Justiça também estão sendo executadas em Candeias de Minas, na região Centro-Oeste do Estado, e em São Paulo. Os alvos são residências de sócios e administradores das empresas investigadas, e escritórios.

Nos locais, a PF está recolhendo documentos, computadores e mídias que serão analisados. Ninguém foi preso. A reportagem não conseguiu contato com representantes da companhia que administra as empresas investigadas.

Poeira Vermelha

A operação desta quinta é um desdobramento de outra ação realizada pela corporação em julho do ano passado. Na primeira fase da investigação, a PF bloqueou mais de R$ 38 milhões e suspendeu as atividades de extração de minério em uma mineradora em Nova Lima.

Leia mais:
Operação 'Poeira Vermelha' investiga extração irregular de minério em Nova Lima