A Polícia Federal cumpre, na manhã desta quinta-feira (29), 42 mandados de prisão em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, em operação contra o roubo e receptação de caminhões e cargas. Também há buscas para apreensão em Araguari, na mesma região, Iraí de Minas, Patrocínio e Santa Juliana, no Alto Paranaíba. 

De acordo com a PF, os suspeitos fazem parte de organização criminosa que atuava em diversos núcleos do setor logístico, incluindo operacional, jurídico, lavagem de dinheiro, receptação e empresas fantasmas, além de outros. A Justiça determinou o bloqueio de R$ 40 milhões e o sequestro de mais de 200 veículos dos envolvidos.

Além de Minas, a ação ocorre em Goiás, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Tocantins e Pará. Ao todo, a PF cumpre 45 mandados de prisão preventiva, 48 de prisão temporária e 110 mandados de busca e apreensão.

Operação "Mercúrio"

A operação é resultado de 10 meses de investigação policial e ocorre em conjunto ao Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público de Minas Gerais. 

As investigações são um desdobramento das operações "Catira" e "Fideliza", deflagradas pela instituição em 2015. Segundo a PF, a operação é chamada de Mercúrio devido ao fato de que, na mitologia romana, esse é o nome do deus dos transportes, da venda, do comércio, do lucro e dos ladrões. 

Segundo a PF, os números finais da operação serão divulgados tão logo ocorram as diligências policiais.