Foram cumpridos, na manhã desta quinta-feira (3), 15 mandados judiciais, sendo um de prisão preventiva, seis de temporária, um de condução coercitiva e sete de busca e apreensão, nas cidades de Varginha e Três Pontas, no Sul de Minas. A ação é resultado da "operação Dick", que combate fraudes diversas com utilização de cheques de instituições bancárias. O grupo utilizava de documentação falsa para realizar a atividade ilícita. Os criminosos são investigados pelos crimes de associação criminosa, estelionato e uso de documento falso.

As vítimas eram levadas ao erro e entregavam as mercadorias, veículos e outros bens posteriormente vendidos por valores abaixo do mercado. O grupo operava há cinco anos, utilizando de aparatos sofisticados.

Os presos e conduzidos serão levados à Delegacia de Polícia Federal em Varginha para serem ouvidos. Posteriormente, eles ficarão à disposição da Justiça, podendo cumprir até 13 anos de prisão se forem condenados.

O nome da Operação faz referência ao personagem de séries de desenhos animados, Dick Vigarista, que sempre usava trapaças para tentar ganhar a corrida.