A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta quinta-feira (8), uma operação para combate a furtos e roubos em agências dos Correios e instituições bancárias em diversos estados do Brasil, incluindo Minas Gerais. Quatro mandados de prisão temporária e seis mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela Justiça Federal de Pouso Alegre, no Sul do Estado, foram cumpridos pela corporação em cidades de São Paulo.  

Conforme informou a PF, a investigação foi iniciada em 2018, após tentativa de roubo em uma agência dos Correios de São Gonçalo do Sapucaí, também no Sul de Minas. Na oportunidade, os suspeitos, que têm base operacional em São Paulo, arrombaram as instalações e tentaram levar uma quantia em dinheiro.

As apurações identificaram que um grupo de três indivíduos esteve na região no dia do crime. Por meio de análise e cruzamento de dados, a PF identificou que outros suspeitos se aliaram ao trio para prática de demais delitos, tendo como alvo agências em São Paulo e Goiás.

Os indivíduos estão sendo investigados por furto qualificado, roubo e associação criminosa, cujas penas somadas chegam a 25 anos de prisão. A operação foi denominada como “tracking”, referência ao termo em inglês que significa "seguir a pista de algo ou alguém".

Leia mais:
Zema se reúne com Bolsonaro e discute apoio ao presidente do TJMG para vaga no STF
Novo sistema da Polícia Federal vai armazenar dados biométricos e auxiliar identificação de cidadãos
IPTU 2021 em Contagem tem desconto de até 55%; veja condições