Um italiano de 61 anos foi detido pela Polícia Federal (PF) quando tentava entrar no Brasil pelo Aeroporto Internacional de Confins, na Grande BH. O caso ocorreu em 31 de agosto, mas só veio à tona nesta quinta-feira (3). Na quarta (2), o suspeito foi levado para o país de origem.

Segundo a PF, o homem é procurado internacionalmente por crime de fraude contra a administração pública da Tunísia. Ele foi barrado numa fiscalização migratória de rotina quando passava pelo terminal da região metropolitana.

Em nota, a corporação informou que "a identidade do homem consta na lista Difusão Vermelha da Interpol", por ter importado mármore da Itália para a Tunísia fraudando documentos fiscais para pagar uma quantia menor em impostos de importação.

O suspeito, conforme a PF, não pode ser extraditado, pois o Brasil não tem um tratado com a Tunísia. Portanto, apenas foi impedida a entrada e ele acabou retornado  à Itália.

"Todos os protocolos de cuidados expedidos pelo Ministério da Saúde para controle da pandemia de Covid-19 foram respeitados durante atuação no caso do imigrante", frisou a PF.