PF investiga guarda civil de BH por suspeita de corrupção

Raquel Gontijo
raquel.maria@hojeemdia.com.br
29/10/2021 às 13:54.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:09
 (Reprodução/ Policia Federal)

(Reprodução/ Policia Federal)

Um guarda civil de Belo Horizonte, cedido à Polícia Federal (PF) para auxiliar no registro de armas, é investigado por atuar como despachante e por coletar contratados da corporação para a prática criminosa. Nesta sexta-feira foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão na casa do investigado.

Conforme a corporação, aconduta do guarda pode caracterizar o crime de advocacia administrativa, que é descrita quando um funcionário público, valendo-se do seu cargo, patrocina, direta ou indiretamente, interesse privado perante a administração pública. O investigado também vai responder pelos crimes de corrupção passiva e ativa.

A investigação, segundo a PF, pretende apurar, de acordo com o material apreedido, se outros funcionários auxiliavam o investigado.

Em nota, a Corregedoria da Guarda Civil Municipal da capital informou que tomou conhecimento dos fatos nesta manhã e acompanhou o cumprimento do mandado de busca e apreensão. Além disso, instaurou um procedimento administrativo para apurar a conduta do agente. 

Leia também:
Novos radares já multam motoristas que param sobre faixas de pedestre em BH; saiba onde
PRF intensifica fiscalização nas estradas durante feriado prolongado de Finados

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por