Com o reforço de 3.000 policiais na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a Polícia Militar (PM) lançou na tarde desta sexta-feira (23) a operação natalina 2018. Até o dia 31 de dezembro, as patrulhas serão reforçadas nas regiões de maior comércio. 

O reforço vem da Academia de Polícia e de setores administrativos da corporação. Apesar de ser um número menor que no ano passado, a PM afirma que o policiamento nas ruas ainda será grande, uma vez que os policiais que reforçaram os trabalhos no ano passado, ainda em formação, agora já estão instalados nas ruas.

Responsável pelo Comando de Policiamento da Capital (CPC), o coronel Anderson de Oliveira disse que as bases comunitárias móveis, consideradas um avanço na luta contra criminalidade, serão um reforço a mais no trabalho de monitoramento das ruas. “Elas levaram mais policiais às ruas e, além disso, aproximaram a corporação de lugares mais estratégicos“, comentou.

No interior do Estado, as bases comunitárias, que foram lançadas em julho deste ano, serão usadas como estratégia de monitoramento especial. Segundo a PM, por meio desta bases, cerca de 2.000 policiais estão reforçando as forças de segurança nas principais cidades do interior. “E elas ajudaram Minas Gerais a reduzir em 36% os crimes violentos de janeiro a novembro deste ano se comparado ao ano anterior”, comemorou o coronel.

Responsável pela Sala de Imprensa da PM, o major Flavio Santiago comentou que após o dia 31 de dezembro o mesmo efetivo empenhado na operação de Natal estará na operação férias 2019, que termina no final de janeiro. “Estamos juntando as operações numa ação estratégica que, a partir de janeiro, foca locais com mais circulação de turistas e pontos importantes como terminais rodoviários”, contou.

Leia mais:
Minas é o terceiro estado com mais reclamações sobre a Black Friday no Reclame Aqui
Belo-horizontinos movimentam lojas em busca de descontos da Black Friday; confira imagens
BHTrans anuncia operação especial de trânsito para a Black Friday