A Polícia Militar já conseguiu os recursos necessários para a manutenção das viaturas que estão paradas nos batalhões. Nesta quinta-feira (12), o Hoje em Dia mostrou que a falta de reparos em defeitos mecânicos tem deixado muitos carros encostados nos pátios.

O anúncio foi feito pelo comandante da 1ª Região de Polícia Militar, coronel Cícero Leonardo da Cunha, após apresentação do planejamento de segurança pública para a festa momesca de Belo Horizonte, nesta quinta-feira (12).

“Temos muitas viaturas com baixas, mas já recebemos o crédito necessário para fazer a manutenção. Além disso, existem viaturas da administração que estão sendo colocadas à disposição do Comando de Policiamento da Capital (CPC) para, se for o caso – e não é ainda –, fazermos a substituição das unidades que tiverem baixas durante o Carnaval”, disse o coronel Cunha, sem detalhar valores ou prazos.

Segundo ele, a situação dos carros oficiais que apresentam problemas já está sendo estudada. “Já mandei fazer todo um levantamento da situação das viaturas para que a gente proponha ao comando as soluções que forem necessárias”, afirmou o comandante, assegurando que não haverá prejuízos à operação carnavalesca.

Reforço menor

Quanto à segurança durante a folia, ao contrário do que foi anunciado no início do mês, o reforço no número de policiais militares nas ruas de BH será de mil homens. Anteriormente, o CPC havia falado em 2 mil PMs além do efetivo normal.

Apesar da redução, o coronel Cunha garantiu que a corporação estará presente em todos os locais em que houver desfiles de blocos e apresentações na cidade. Neste ano, são esperados 1,5 milhão de foliões, cerca de 50% a mais do que em 2014.

“Estamos recebendo um reforço oriundo da Academia (de Polícia), da administração e do Comando de Policiamento Especializado. Teremos em torno de 6 mil homens, que serão deslocados de acordo com o tamanho do evento e com a duração dele”.

Agilidade

O efetivo da Polícia Civil também será reforçado e deverá contar com 10 mil homens em todo o Estado, mil deles (entre delegados, escrivães e investigadores), nas três unidades de flagrantes de BH: duas no bairro Floresta, zona Leste, e outra na região do Barreiro.

“A proposta é dar celeridade ao desfecho das ocorrências. Hoje, também contamos com o serviço da delegacia virtual, que pode ser acessada via tablets e smartphones, fazendo com que a vítima não precise ir à Central de Flagrantes, perdendo ali um grande tempo”, disse a chefe do 1º Departamento de Polícia Civil, delegada-geral Rita Januzzi.

Conforme o coordenador operacional da Superintendência de Investigação e Polícia Judiciária, delegado Luciano Vidal, a delegacia do Detran também funcionará em regime de plantão, atendendo a ocorrências 24 horas por dia. “Ou seja, a Polícia Civil estará toda mobilizada em Minas para recepcionar esse Carnaval que sabemos que será mais caloroso e mais intenso do que em anos anteriores”.

No Corpo de Bombeiros, todo o efetivo será colocado nos pontos considerados mais críticos, especialmente, próximo a cachoeiras, rios, lagos e lagoas. Ao todo, 6.300 militares atuarão no Carnaval.