O policial militar Edgar Porfírio, de 29 anos, que foi atropelado e arrastado por cerca de 50 metros, quando trabalhava em uma blitz, foi enterrado no cemitério central de Divinópolis, região Centro-Oeste de Minas, nesta quinta-feira (19). Ele foi atingido na última segunda-feira (16), na rua Castro Alves. Desde então, estava internado, em coma, no Hospital Santa Mônica, no munícipio. 
 
O corpo do militar foi velado durante o dia na sede do 23º Batalhão. Ele ingressou na Polícia Militar em 16 de agosto de 2006, na Escola de Formação de Soldados, na Academia de Polícia Militar em Belo Horizonte. O suspeito de atropelar o policial está preso.
 
Atropelamento
 
Conforme a polícia, Porfírio foi atingido por um Fiat Strada ao tentar fazer a abordagem do veículo. O motorista do carro desobedeceu a ordem de parada, jogou o veículo contra o militar, que ficou preso e foi arrastado. O suspeito fugiu sem prestar socorro. A vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada para o Pronto-Socorro Regional, mas depois foi transferida para o Hospital Santa Mônica.
 
Após o atropelamento, Tiago Henrique Pereira Santos, de 24 anos, acionou a polícia e alegou que havia sido assaltado a mão armada na BR-494 e que os supostos bandidos levaram seu Fiat Strada. No entanto, ele entrou em contradição por diversas vezes. O veículo foi encontrado pouco tempo depois em uma comunidade rural de Trindade, com amassados e arranhões no capô, para-brisa e a grade do para-choque quebrado.
 
O dono do Fiat Strada, Mike Lauro Teixeira, de 21 anos, foi procurado pela polícia e informou que havia passado o veículo para Tiago. Os dois foram levados para a delegacia do município, onde prestaram esclarecimentos. Conforme a PM, o rapaz que estava na direção do carro no momento do atropelamento tem passagem pela polícia por ameaça. Ele foi preso em flagrante por tentativa de homicídio, omissão de socorro e desobediência. Tiago deve ser autuado ainda por falsa denúncia de crime.
 
Já Mike possui 17 passagens pela polícia, sendo a maioria por infrações de trânsito, e cumpre pena em regime semi-aberto no Presídio Floramar.