Além da operação integrada das Polícias Civis em todo o Brasil, Minas Gerais também participa de outra ação nacional nesta quarta-feira (24). Nesse último caso, o empenho associado é das Polícias Militares e dos Corpos de Bombeiros Militares do país com o intuito de prevenir e coibir crimes contra a pessoa e o patrimônio. No Estado, a "Operação Tiradentes, Adsumusa" está focada na repressão qualificada à criminalidade. 

De acordo com a PM, o trabalho consiste no policiamento ostensivo geral e especializado, ocupações de centros comerciais, policiamento nos principais corredores e reforço de operações preventivas. Até o início da noite desta quarta, 61.637 policiais haviam participado da operação em todo o país. Foram abordadas 85.571 pessoas, 121 veículos foram recuperados. Também foram apreendidos 903 veículos e 104 armas. A PM contabilizou ainda 743 prisões em flagrante. 

Além disso, são realizadas blitz de trânsito nas principais vias de acesso urbanas e rodoviárias, bem como abordagens a pessoas e veículos para capturar foragidos judiciais, apreender armas e drogas, contrabandos e descaminhos. Também está incluído o cumprimento de mandados expedidos pela Justiça. 

A operação em Minas conta com o apoio de aeronaves, drones, canil e cavalaria.

Operação nacional 

A "Operação Tiradentes, Adsumus" foi determinada durante a primeira reunião do Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (CNCG), realizada no Rio de Janeiro, neste ano. A operação, iniciada às 7 horas da manhã desta quarta, deverá ser finalizada nesta quinta, no mesmo horário.