Uma denúncia anônima levou a Polícia Militar (PM) a apreender cerca de 700 quilos de maconha em duas casas abandonadas em Belo Horizonte, na tarde deste sábado (9). Até o momento ninguém foi preso.

A ocorrência teve início no bairro Jardim Leblon, na região de Venda Nova, por volta de meio-dia. Por lá, três barras da droga foram encontradas.

De acordo com o tenente Hilbert do Valle Durães, da 228ª Companhia Tático Móvel, do 49º Batalhão da PM, os militares chegaram ao imóvel após receber a informação de que no espaço funcionaria uma boca de fumo. "Ali são várias residências vazias. Os moradores foram embora porque tiveram as casas interditadas em função das chuvas. Com isso, algumas pessoas podem estar usando esses locais para a prática de delitos", disse.

Além do entorpecente, também foram localizadas 300 munições de diversos calibres. A partir de uma conta de água, os policiais conseguiram um outro endereço, dessa vez no bairro Independência, na região do Barreiro.

Chegando à área, eles sentiram um forte odor, mas a casa estava vazia. Ao entrarem, viram mais de 70 barras de substância semelhante à maconha, três armas, uma balança, um veículo Jetta clonado e três pares de placas do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo.

Tenente Valle acredita que os criminosos poderiam estar usando o automóvel para fazer o transporte da droga. "Com as placas falsas, passariam despercebidos", frisou.

Os nomes impressos nas contas encontradas foram arrolados no boletim de ocorrência para serem investigados pela Polícia Civil, informou o militar.

A ocorrência está sendo registrada na Central de Flagrantes (Ceflan) 4, na capital.