A Polícia Militar prendeu cinco homens suspeitos de comercializar ilegalmente armas em Belo Horizonte e Região Metropolitana. A quadrilha foi identificada e desarticulada, na noite de segunda-feira (27), após denúncia anônima delatando que parte do grupo estaria em Lagoa Santa, na Grande BH. Com o quinteto foram apreendidos seis pistolas, dois carros roubados e munição.

Segundo a PM, dois dos suspeitos foram abordados no momento em que tentavam entregar uma pistola calibre 380 e 150 cartuchos de 9 milímetros para um mototaxista. Para os policiais, os dois autores falaram que receberia R$ 300 e R$ 500 cada um para a entrega do material ilícito.

Ao serem presos, os suspeitos confessaram que o armamento abastecia um aglomerado da Grande BH e que a venda era realizada para traficantes de Minas e do Rio de Janeiro. Eles também informaram onde os líderes da quadrilha estavam. Um deles foi preso na região da Savassi, na capital, e outro no bairro Cidade Nova, região Centro-Sul de BH.

A PM realizou buscas na casa de um dos suspeitos, na presença do advogado do homem, e localizou outras quatro armas, sendo duas pistolas 9 milímetros e duas .40. Para a polícia, o suspeito disse que as armas foram compradas no Paraguai, mas que não seria o dono do equipamento. Todos os envolvidos, além do mototaxista, foram presos e encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil que investiga o caso.