Como o contágio entre pessoas é a principal forma de disseminação do novo coronavírus, e muita gente ainda insiste em sair de casa, a Polícia Militar de Minas Gerais está promovendo ações em todo o estado para evitar aglomerações e sensibilizar a população para a necessidade do isolamento domiciliar diante da epidemia. 

Na manhã deste domingo (22), os militares reforçaram o pedido durante o patrulhamento em pontos da capital como a Praça da Liberdade e a Praça Sete. “Atenção, cidadão. Aqui é a Polícia Militar. Estamos no regime de isolamento social. Desloque-se para sua residência e permaneça em casa. Confie na sua Polícia Militar. Estamos cuidando da sua segurança!”, diz o texto.

Segundo o major Flávio Santiago, porta-voz da Polícia Militar, esse trabalho começou há dois dias em todo o estado para conscientizar as pessoas. "Em momentos de progressão geométrica em todo o mundo em relação a esse vírus, nós precisamos fazer com que o isolamento social entre na cabeça das pessoas. Por isso a polícia militar, além de estar combatendo o crime, além de estar defendendo o patrimônio das pessoas, trata agora de uma questão humanitária", explicou Santiago.

Assista aos vídeos:

O número de casos confirmados em Minas Gerais já chega a 83. A informação foi divulgada na tarde deste domingo (22) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). Ainda segundo a pasta, 7.190 casos estão sob investigação. Os casos confirmados foram notificados por 12 municípios. Belo Horizonte; Coronel Fabriciano; Divinópolis; Ipatinga; Juiz de Fora; Mariana; Nova Lima; Patrocínio; Poços de Caldas; Sete Lagoas; Uberaba e Uberlândia.

Segundo a PM, as viaturas que não estiverem empenhadas em operações específicas ou em ocorrências deverão patrulhar as ruas e emitir alertas contra a Covid-19. No sábado (21), na região do Barreiro, em Belo Horizonte, uma militar precisou explicar a gravidade da situação para o dono de um bar. "Por entrega pode sim, não pode haver aglomeração", diz a policial.

"Mais do que nunca a polícia militar não tem como se esquivar. É ação de prevenção. É ação de ordem social. Então nós vamos estar no fronte defendendo a nossa sociedade, correndo inclusive riscos em relação a própria contaminação, mas no sentido de defender nossos cidadãos mineiros em todo o território do estado", conclui o major.

 

Assista: