A Policia Civil informou nesta quarta-feira (22) que abriu inquérito para investigar o massacre dentro de uma igreja evangélica em Paracatu, na Região Noroeste de Minas Gerais. Um militar reformado das Forças Armadas, de 39 anos, invadiu o templo e matou três fiéis. Antes, o homem já havia assassinado a ex-namorada esfaqueada no pescoço.

A sequência de crimes aconteceu no início da noite de terça-feira (22) e as três vítimas estão sendo veladas nesta manhã. Depois do ataque, a Polícia Militar atirou e acertou o abdômen do suspeito, que está internado com escolta policial em estado grave.

Com o inquérito, a Polícia Civil quer descobrir a motivação do atentado. "A Delegada Thays Regina Silva está a cargo das investigações e realiza, neste momento, oitivas e demais diligências sobre o caso", esclareceu a corporação sem passar detalhes do caso.

As apurações ainda estão em curso, mas tudo indica que o suspeito agiu sozinho no ataque. Parte da ação foi registrada por câmeras de segurança. Veja:
 

Ataque

Na noite dessa terça-feira, Rudson Aragão Guimarães, de 39 anos, matou a ex-namorada e outras três pessoas em Paracatu. Conforme a PM, o autor do ataque é militar reformado das Forças Armadas. Antes de invadir a igreja, ele foi até a casa da própria mãe e esfaqueou a ex-companheira. Em seguida, portando uma garrucha de calibre 36, o militar entrou em uma igreja evangélica localizada ao lado da residência, no bairro Bela Vista, onde matou um senhor com um tiro na cabeça e uma mulher. 

Policiais que faziam o patrulhamento ouviram os tiros e chegaram ao local rapidamente, exigindo que o homem largasse a arma. De frente para os policiais, ele logo fez uma mulher de refém e, em meio à negociação, atirou na cabeça dela. Em seguida, um policial atirou no abdômen do suspeito, que recebeu atendimento médico e foi levado para o hospital da cidade.  

O pastor da igreja, que seria o principal alvo do atirador segundo informações não oficiais, fraturou o pé enquanto fugia do atirador. Ele foi encaminhado ao Hospital Municipal de Paracatu. Áudios compartilhados em grupos de WhatsApp informam que o atirador era frequentador da igreja. 

*Com Cinthya Oliveira

Leia mais:
Populares tentaram invadir hospital que autor de massacre em Paracatu está internado
Corpos de vítimas de massacre em igreja de Paracatu são velados nesta manhã
Vídeo mostra atirador invadindo igreja antes de matar fiéis em Paracatu; assista
Homem mata a ex-namorada, invade igreja evangélica em Paracatu e abre fogo contra fiéis