A Polícia Civil abriu inquérito, nesta terça-feira (15), para apurar o acidente que terminou com a morte de duas irmãs no Anel Rodoviário de Belo Horizonte. De acordo com a instituição, o delegado Rodrigo Fagundes, da Delegacia Especializada de Acidentes de Veículos (Deav), investiga se o motorista de um carro, que prestava serviço para o aplicativo de transporte Uber, foi imprudente. 

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, o condutor teria avançado em um local com placa de "Pare" e atingido um ônibus, na tarde de segunda-feira (14). Com o impacto da batida, duas irmãs que estavam no banco do passageiro do Toyota Etios morreram. O motorista segue internado no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em BH. No coletivo, ninguém se feriu.

Despedida

As duas irmãs estão sendo veladas na associação comunitária São José do Almeida, em Jaboticatubas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Elas serão sepultadas às 16 horas. Nesta manhã, familiares e amigos das vítimas prestaram as últimas homenagens.

Por nota, a Uber lamentou o acidente e declarou que está "se solidarizando com os familiares das vítimas neste momento de dor". Segundo a empresa, todas as viagens feitas pelo app são cobertas por um seguro APP, que cobre acidentes pessoais. Em caso de morte, conforme consta no site da empresa, o seguro é de R$ 100 mil.

Veja as imagens do momento do acidente:

O acidente

O acidente entre um ônibus e um carro de passeio na pista marginal do Anel Rodoviário aconteceu nessa segunda (14), na altura do bairro Suzana, região Nordeste de Belo Horizonte.  As duas mulheres que morreram estavam em um Toyota Etios, conduzido por um motorista de aplicativo de transporte. Ele teria avançado em um local com placa de "pare", quando foi atingido na lateral por um ônibus suplementar da linha 80 (Jardim Vitória / Estação Vila Oeste).

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) socorreu o motorista do veículo de transporte por app, que ficou preso às ferragens. Ele foi levado com ferimentos, mas consciente, para o HPS.

Uma passageira do carro, de 37 anos, teve uma parada cardiorrespiratória e morreu a caminho do Hospital Odilon Behrens. Uma segunda passageira do mesmo veículo, de 40 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local acidente.

*Colaborou Rosiane Cunha.

Leia mais:
Acidente entre carro e ônibus no Anel Rodoviário deixa dois mortos no bairro Suzana; veja o vídeo