Dois homens suspeitos de estupros foram presos em Igarapé e Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. No primeiro caso as vítimas são duas crianças abusadas pelo padrasto e, no segundo, o suspeito era investigado pela Polícia Civil há um mês após cometer o crime contra uma jovem de 22 anos.

Em Igarapé, o suspeito abusava sexualmente das duas enteadas, de 9 e 11 anos. A mãe das meninas, que sabia dos estupros, também foi detida. O crime foi descoberto na última segunda-feira (11), após a menina mais velha confessar a um tio que estava com medo de engravidar e que não suportava mais ser agredida sexualmente pelo suspeito. 

Suspeito estupro enteadas Igarapé

O tio procurou a Polícia Militar e as duas vítimas confirmaram que o agressor passava a mão pelo corpo delas e nos órgãos genitais e que por diversas vezes teria ocorrido penetração.

A mãe das meninas confessou que tinha conhecimento dos abusos e que chegou a presenciar os estupros, mas não denunciou o companheiro, que teria ameaçado matá-las.

Contagem 

Outro homem de 24 anos também foi preso suspeito de estuprar uma jovem, de 22, em Contagem. Segundo a Polícia Civil, o crime foi há um mês e a vítima voltava da casa de uma amiga. Quando passava por uma linha de trem abandonada ela foi abordada pelo homem que disse que iria acompanhá-la. Mesmo negando a companhia, ela foi perseguida e arrastada para um galpão. No local, foi abusada sexualmente por várias vezes e agredida.

Delegados

Conforme a delegada Mellina Clemente, da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) em Contagem, o suspeito foi identificado e algumas testemunhas foram intimadas. “Neste momento, descobrimos que os traficantes da região e o suspeito estavam ameaçando as testemunhas. Em virtude da gravidade do crime, foi representada pela prisão preventiva do suspeito, que foi decretada, e, então, no dia 8 de novembro, conseguimos efetuar a prisão dele”, explicou.

Na delegacia, o homem negou o estupro e disse que teve uma relação sexual consentida com a vítima.

Envolvimento em outro estupro

Durante as investigações, os agentes descobriram que o mesmo suspeito estaria envolvido em outro estupro e que a vítima seria uma menor de 14 anos. O crime, que teria ocorrido em setembro e foi denunciado pela mãe da adolescente.