Quatro suspeitos de assassinar uma adolescente de 13 anos em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, foram presos pela Polícia Civil. A vítima foi torturada e morta a facadas no dia 18 de fevereiro e o corpo jogado às margens do rio Paraopeba, na BR-262.

As investigações apontam que a motivação do crime está relacionada ao tráfico de drogas. O assassinado teria sido ordenado de dentro de um presídio, por um jovem de 20 anos, líder de uma facção criminoso. Ainda conforme a PC, quem orquestrou o assassinato teria sido a companheira desse preso, uma mulher de 23 anos que repassou todas as orientações e ordens ao namorado para que os executores procurassem o adolescente.

“A vítima foi capturada por dois suspeitos maiores de idade e a ajuda de dois menores infratores, e foi torturada e morta com 13 facadas. Após o crime, os suspeitos jogaram o corpo às margens do Rio Paraopeba”, explicou o delegado Otávio Luiz de Carvalho.

Os suspeitos responderão por homicídio triplamente qualificado, com pena de 12 a 30 anos de prisão.