Três homens e uma mulher, com idades entre 20 e 30 anos, suspeitos de cometerem um homicídio foram presos em Belo Horizonte na última segunda-feira (23). Segundo informações repassadas pela Polícia Civil nesta quarta (25), a prisão ocorreu durante uma operação realizada nos bairros Santa Cruz e Jardim Filadélfia. Um quinto suspeito de 31 anos ainda está sendo procurado.

O crime foi cometido no dia 18 de outubro deste ano, em uma ocupação no bairro Castelo, na região da Pampulha. Os presos, assim como a vítima, um homem de 32 anos, eram moradores do edifício ocupado, que foi atingido por um incêndio no início do mês de novembro. Os crimes não têm relação.

Ainda de acordo com a polícia, o homem foi agredido com foices, enxadas, pedaços de pau, de ferro, e martelos até a morte. A motivação seria uma discussão por conta de um suposto furto de celular. “Após a briga, os suspeitos iniciaram as agressões físicas, utilizando objetos encontrados em uma obra que estava sendo realizada no prédio para agredir a vítima. Todos eles participaram”, afirmou o delegado que coordenou as investigações, Guilherme Catão.

Catão reassaltou, ainda, a preocupação da equipe durante o planejamento da operação, já que no prédio moravam cerca de 38 famílias, incluindo idosos e crianças. A vítima, que trabalhava em uma oficina de lanternagem de veículos, era casada e tinha dois filhos.

Leia mais:
Homem é preso pela terceira vez nesta semana, no Centro de BH, por furtar cabos de energia
Morador de BH é um dos 219 alvos de grande operação contra exploração sexual de crianças
Minas é um dos alvos de operação contra exploração sexual de crianças na internet