Dois suspeitos de integrarem uma quadrilha especializada em assaltos a residências e roubo de veículos foram presos, nesta segunda-feira (8), em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A dupla, além de mais um suspeito que conseguiu fugir, fizeram reféns um adolescente de 12 anos, filho dos donos de uma mansão no bairro Belvedere, região centro-sul de Belo Horizonte, e uma mulher de 48 anos, que trabalha na casa. Eles levaram cerca de  R$ 1 milhão em dinheiro e mercadorias da residência.

Policias da Divisão Especializada em Furtos e Roubos de Veículos Automotores monitoravam um carro roubado que foi localizado na rua Ney Lambert, no Belvedere. Os agentes esperaram os suspeitos sair da casa e começaram a monitorar o carro até rua Salvador, em Santa Luzia. No local, os agentes abordaram o trio quando eles transferiam o produto do roubo para outro veículo.

Os suspeitos atiraram contra os agentes, que revidaram e um deles conseguiu fugir. Os outros dois homens, de 31 e 32 anos, resistiram à prisão, mas foram imobilizados pelos policias. No interior da casa foram apreendidos armas e o restante do material roubado.

Uma outra equipe da Polícia Civil conseguiu libertar as vítimas, que foram trancadas em um armário da residência. Eles contaram que os criminosos arrombaram a fechadura portão, renderam os dois e os trancaram em um armário da cozinha. Ainda de acordo com o menor, eles estavam armados e encapuzados e toda a ação durou cerca de uma hora. Em seguida, eles colocaram todos os pertences dentro de duas malas e colocaram no carro que estava dentro da garagem.

Foram recuperados R$ 30 mil em dinheiro, joias, roupas, calçados e perfumes de marca e eletrônicos, avaliados em R$ 1 milhão.

A ocorrência foi encerrada na Detran. Um dos presos, segundo a PC, têm diversas passagens por roubo, sequestro e formação de quadrilha e já teria cumprindo pena.