Polícia Civil vai investigar invasão e agressão à equipe do Samu em Itaúna

Rosiane Cunha
rmcunha@hojeemdia.com.br
02/01/2020 às 18:13.
Atualizado em 27/10/2021 às 02:10
 (Samu/Divulgação)

(Samu/Divulgação)

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar um caso de invasão e agressão contra uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), ocorrido em Itaúna, no Centro-Oeste do Estado, no dia 31 de dezembro.

A equipe da Unidade de Suporte Avançado (USA) estava se preparando para sair para o atendimento quando um homem arrancou o portão do local. Ele invadiu a base e agrediu os funcionários com pedras e obrigou a ambulância a seguir para o atendimento da filha dele que estava com febre. O enfermeiro da equipe teve o braço direito lesionado por uma pedrada, e após levar a criança até o hospital, não teve condições de continuar no plantão.Samu/Divulgação 

 Divinópolis 

No mesmo dia, em Divinópolis, também no Centro-Oeste, a equipe do Samu  recebeu um chamado para atender uma mulher que teria se jogado na frente de um carro, na avenida Governador Magalhães Pinto, no bairro Niterói. Foram realizados os primeiros atendimentos, e quando a vítima estava sendo colocada na ambulância para ser levada para à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), ela atacou o condutor e a técnica de enfermagem com arranhões e mordidas.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por