O homem suspeito de roubar, matar e estuprar um idoso de 87 anos, em Montes Claros, no Norte de Minas, foi indiciado pela Polícia Civil, após conclusão de inquérito sobre o crime. O suspeito foi preso em flagrante e permanece detido no sistema prisional.

De acordo com a Polícia Civil, no dia 3 de agosto, o homem de 29 anos teria pulado o muro da residência do idoso, que sofria de mal de alzheimer, para roubar objetos de valor. Dentro da casa, ele teria esganado, desferido socos e estuprado a vítima.

Um dos filhos da vítima teria chegado ao local e entrado em luta corporal com o suspeito, que conseguiu fugir. Minutos depois, ele foi localizado pela Polícia Militar, escondido em um lote vago.

Na Delegacia de Polícia Civil, o homem confessou o crime e explicou a dinâmica dos fatos. Alegou que entrou no imóvel para roubar e comprar crack, depois resolveu matar a vítima. "O suspeito foi autuado em flagrante e indiciado pelos crimes de latrocínio e estupro de vulnerável, cuja pena pode chegar a 45 anos de reclusão", explicou o Delegado Bruno Rezende.

O suspeito já tinha passagem por ameaça, furto e roubo.