Três integrantes de uma organização criminosa internacional que atuava na venda de esteroides, anabolizantes e medicamentos controlados foram presos pela Polícia Civil de Paracatu, no Noroeste de Minas, durante deflagração da operação Sentinam. O número de presos pode subir.

De acordo com a polícia, mais de R$ 5 milhões em produtos ilícitos foram apreendidos. As investigações, que duraram cerca de três meses, apontaram que o material era vendido em meio virtual, a partir de um site. 

Além do dinheiro, foram apreendidos telefones, computadores, um automóvel e uma motocicleta. Dois dos suspeitos foram localizados na própria cidade mineira e um terceiro em São Paulo capital.