A Polícia Civil abriu inquérito para investigar os ataques a 26 veículos em Uberlândia e Uberaba, no Triângulo Mineiro, e em Monte Carmelo, no Alto Paranaíba. Os fatos ocorreram entre a noite de quinta-feira (14) e a madrugada desta sexta-feira (15).

Segundo a corporação, a princípio, os crimes não têm qualquer ligação entre si ou com a ação de organizações criminosas, como o Primeiro Comando da Capital (PCC).

Na cidade de Monte Carmelo, o incêndio atingiu 14 veículos de passeio, uma carreta e dois caminhões dentro de um pátio de recolhimento de automóveis. O Corpo de Bombeiros de Araguari foi acionado para controlar o fogo.  

Em Uberaba, por volta das 23h, um homem acionou a polícia após o veículo dele ser queimado na porta de casa. Os vizinhos ajudaram a apagar o fogo, mas o carro ficou bastante danificado. Um frasco que teria sido usado para armazenar líquido inflamável foi encontrado próximo ao local.

Já em Uberlândia, durante a madrugada, oito veículos foram queimados em um ferro-velho do bairro Presidente Roosevelt. 

Leia mais:
Ataques continuam: 26 veículos são queimados em três cidades do Triângulo em menos de 12 horas
Onda de violência prossegue em Minas com mais um ônibus incendiado em Betim
Ônibus de viagem é incendiado em Iturama, no Triângulo Mineiro
Em seis dias, PCC comandou ataques a 64 ônibus em 37 cidades mineiras
Empresas de ônibus de BH ameaçam parar entre 21h e 4h caso onda de ataques continue