A Polícia Civil já conhece o rosto do homem suspeito de matar um professor universitário em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte entre a noite de sexta-feira (2) e a madrugada de sábado (3).

O corpo de Rafael Adriano de Oliveira Severo, 37 anos, foi encontrado em seu apartamento, no bairro Arvoredo 2 com marcas de estrangulamento. A vítima ainda estava amodaçado e tinha os pés e mãos amarrados, mas não havia sinais de arrombamento ou luta corporal.

Imagens

O vídeo publicado a seguir foi divulgado pela Polícia Civil nesta quinta-feira (8). As imagens são do circuito do prédio de Rafael e mostram um homem jovem, moreno claro, de boné, moletom e tênis.

Às 23h20 o suspeito entra sozinho no prédio. Três minutos depois ele sai do lugar ao que tudo indica acompanhado da vítima que o observa deixar o local. No entanto, às 23h27 o suspeitor retorna, mais uma vez sozinho, se abaixa e parece pegar algo do chão. Às 3h04 ele deixa o prédio carregando objetos que, segundo a polícia são um notebook e celulares.

A identidade do suspeito ainda não foi identificada. Ele também não foi reconhecido por nenhum dos moradores. Homossexual assumido, a vítima foi descrita pela família, colegas de trabalho e alunos com muito reservado. Além de coordenador do curso de pedagogia da Facisa BH há cinco anos, ele também era ator e produtor teatral.

Qualquer informação pode ser fornecida pelo Disque Denúncia (181). A ligação é mantida em sigilo.