A Polícia Federal apreendeu nesta terça-feira (9) um notebook, pen drives e um aparelho de telefone celular na casa de um homem, de 37 anos, morador de Belo Horizonte. No aparelho, foram flagrados o armazenamento e o compartilhamento de imagens de exploração sexual infantojuvenil.

Segundo a PF, em virtude das circunstâncias do caso, foi arbitrada fiança e o autor não foi preso. No entanto, ele responderá por crimes previstos no Estatuto da Criança e Adolescente (ECA). Se condenado, a pena pode chegar a até 10 anos de prisão.

Ainda conforme a polícia, o mandado de busca e apreensão foi expedido pela 35ª Vara da Justiça Federal de Belo Horizonte para combate ao compartilhamento de material de exploração sexual infantojuvenil pela internet.

"Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde em face da pandemia do Covid-19, a Polícia Federal continua trabalhando para a manutenção da lei e da ordem, preservando o estado democrático de direito", informou a PF.