A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (28), a operação "Monturo" para combater desvio de verbas públicas de limpeza urbana da Prefeitura de Uberaba, no Triângulo Mineiro.

Ao todo, foram cumpridos 24 mandados de busca e apreensão na cidade, além dos municípios paulistas de Mauá e São Sebastião. 

Durantes as buscas na sede da prefeitura, os agentes apreenderam documentos, mais de R$ 70 mil em dinheiro e cheques e quase US$ 3 mil. 

Segundo o delegado Marcelo Xavier, as investigações começaram em 2018 e foram encontradas evidências de superfaturamento, fraude a licitação, falsidade ideológica e recebimento de vantagens indevidas pelos servidores municipais. “Há indícios de transferências de recursos de dinheiro dessas empresas para servidores”, explica.

Ainda de acordo com Xavier, a prefeitura pagava mais caro pela subcontratação do que se fizesse uma licitação para selecionar diretamente empresa para executar os trabalhos de capina e varrição. Essa diferença seria justamente o valor desviado pelos “laranjas” para os servidores envolvidos no esquema.vUma das empresas subcontratadas seria ligada à um parente de um secretário municipal. 

Noventa e seis policiais participaram da ação, que seguiu todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde em face da pandemia do Covid-19. 

A reportagem do Hoje em Dia não conseguiu falar com representantes da prefeitura de Uberaba.

Ninguém foi preso.