A Polícia Federal (PF) em Varginha cumpriu dois mandados de busca e apreensão nesta quinta-feira (28), durante a 'Operação Higia', em Luminárias, no Sul de Minas, com o objetivo de combater o desvio de medicamentos na prefeitura da cidade. Segundo a PF, quatro pessoas foram indiciadas, inclusive o prefeito Arthur Maia Amaral. 
 
Nove pessoas também foram ouvidas pela PF. De acordo com a corporação, existem suspeitas de que medicamentos adquiridos pelo Poder Público municipal sejam comercializados em farmácias de propriedade do prefeito. 
 
A PF apurou que, em 2012, remédios eram vendidos com lote raspado nas drogarias investigadas, o que indica o desvio. Cinco equipes policiais participaram da ação e o nome da operação faz alusão à deusa da saúde, da cura, da mitologia romana.
 
Se condenados, os acusados podem pegar até 15 anos de prisão.