Familiares de pessoas desaparecidas poderão procurar a sede da Polícia Federal (PF) em Belo Horizonte na próxima semana, para doar material genético. O objetivo é auxiliar na busca pelos desaparecidos.

De acordo com a corporação, o órgão participará de uma campanha lançada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. A ação ocorrerá da próxima segunda-feira (14) até sexta-feira (18).

"O exame de DNA é ferramenta conhecida para a identificação de pessoas. E vem sendo usado com sucesso na localização de pessoas desaparecidas, com a particularidade de o material coletado para a finalidade de localização de pessoas desaparecidas não poder ser usado para nenhum outro fim", informou a PF em nota. 

A Polícia Federal mineira ficará responsável por receber, de famílias cuja pessoa desaparecida constar em Difusão Amarela da Interpol, doação do material genético ou entrega de algum item de uso pessoal do desaparecido.

Para tanto, os familiares deverão se dirigir à sede da Superintendência Regional, na rua Nascimento Gurgel, 30, no bairro Gutierrez, região Oeste da capital, para a coleta ou a entrega dos itens. Mais informações sobre a campanha podem ser vistas aqui.

Leia mais:
Governo de Minas distribui mais de 600 mil doses de vacinas da Pfizer e AstraZeneca nesta sexta
Aranha, ex-goleiro do Atlético, é internado em UTI com pulmões comprometidos por Covid
Volta às aulas presenciais na rede estadual de Minas é liberada a partir do dia 21