A Polícia Federal (PF) realizou nesta quarta-feira (9) uma operação para combater a imigração ilegal, especialmente de crianças e adolescentes, em Governador Valadares, no Leste de Minas Gerais. Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão no município e outro na cidade de Piracanjuba, onde foram apreendidos computadores, celulares e documentos.

De acordo com a corporação, as investigações foram iniciadas há seis meses e foi identificado um grupo de pessoas que utilizavam uma agência de turismo em Valadares para falsificar comprovantes de declarações de imposto de renda e outros documentos de clientes. O objetivo era conseguir visto de turismo para os Estados Unidos.

Os levantamentos dos policiais mostraram que os investigados atuavam na promoção e auxílio de envio de criança ou adolescente para o exterior sem seguir corretamente as formalidades legais do processo.

Segundo a PF, os suspeitos poderão responder pelos crimes de migração ilegal e promoção de migração ilegal de criança e adolescente, cujas penas máximas somadas podem chegar a 11 anos de prisão.

Leia Mais:
Deportado pelos EUA, condenado por tráfico internacional de drogas é preso em Confins
Voo com 52 deportados dos EUA pousa em Confins e número total supera mil desde outubro de 2019
Senajus e PF lançam campanha de prevenção ao tráfico de pessoas