A Polícia Militar de Minas Gerais, emitiu um alerta, nesta quinta-feira (9), desmentindo boatos sobre possibilidade de paralisação de militares no Estado, assim como os profissionais no Espírito Santo.  

O chefe da assessoria de imprensa da Polícia Militar, major Flávio Santiago, informou que os vídeos e fotos que circulam nas redes sociais correspondem a movimentos passados como a paralisação contra o Projeto de Lei Complementar (PLC) 257, que ocorreu no ano passado. “Não há nenhum vídeo de autoridades, de membros do legislativo ou de associações competentes que se associe ao presente ou a qualquer tipo de manifestação ou paralisação,” afirmou.

Movimento capixaba

No Espírito Santo, famílias dos policiais militares ainda permanecem na porta dos batalhões da corporação. O movimento, que dura há seis dias ainda não há prazo para terminar. O governo capixaba informou que não haverá negociação com os militares até que a paralisação seja suspensa.

Até o momento, a Grande Vitória já contabiliza mais de 101 mortes na cidade. Nesta quinta-feira (9) parte do transporte público voltou a funcionar nas cidades.

Leia mais:
Militares de Minas decidem fazer greve contra 'pacote de maldades'
Em meio à crise, supermercados lotam em Vitória e produtos começam a faltar
Crise no ES chega ao sexto dia com população evitando sair às ruas