Na manhã desta sexta-feira (24), 11 pessoas foram presas em Sete Lagoas, na região Central de Minas, durante a operação "Depuração", que investiga o tráfico de drogas na cidade. Dentre os suspeitos, oito foram presos preventivamente em cumprimento de mandados de prisão e outros três em flagrante. Além disso, foram apreendidos R$ 20 mil em dinheiro e uma espada que teria sido adquirida com o dinheiro do tráfico. 

As investigações começaram há cerca de dois meses para identificar os principais locais onde os integrantes da quadrilha moravam e mantinham os pontos de distribuição dos entorpecentes na cidade. 

Segundo o delegado Alexandre Viana Corrêa, que coordenou os trabalhos, o líder da organização criminosa estava construindo uma verdadeira fortaleza na cidade. Durante a operação nesta sexta, os investigadores identificaram no local diversos esconderijos para as drogas em paredes e pisos falsos. 

Somente o chefe da organização criminosa tinha passagem pela polícia por tráfico e planejava todo o esquema de aquisição e distribuição dos entorpecentes, que eram vendidos para pequenos usuários e também para bocas de fumo, movimentando grande quantidade de drogas e dinheiro na cidade. 

Além das prisões, foram apreendidos 10 veículos, porções de maconha, crack e cocaína, máquinas de cartão de crédito e R$ 20 mil em dinheiro, e também relógios, pares de brincos, correntinhas e até uma espada, materiais que teriam sido adquiridos com o dinheiro do tráfico. As investigações continuam para identificar também possíveis esquemas de lavagem de dinheiro.

Leia mais:

PRF prende idoso que transportava cocaína por rodovia mineira
'Dama do tráfico' de BH é presa após passar cinco anos foragida
Presos por tráfico na UFMG não são alunos da instituição; comércio de droga era frequente