A Policia Civil abriu inquérito nesta quinta-feira (9) para apurar as causas da doença misteriosa que acometeu oito homens que moram ou estiveram no bairro Buritis, região Oeste de Belo Horizonte. Uma das vítimas morreu nesta quarta-feira (8).

Uma das primeiras diligências foi realizada nesta quinta na fábrica da cervejaria Backer, no bairro Olhos D'Água, na capital. De acordo com a corporação, foram colhidas amostras que serão comparadas a outras já analisadas, referentes às vítimas. 

A investigação na empresa acontece depois da circulação mensagens nas redes sociais de que uma determinada marca de cerveja teria sido consumida pelas vítimas do surto.

A fabricante diz que está colaborando com a polícia e confia nas autoridades para o esclarecer o caso. A Backer "pede cuidado com a divulgação de boatos que geram pânico e não contribuem em nada com as famílias envolvidas e a sociedade".

Mais informações serão divulgadas pelo delegado Flavio Grossi, responsável pela investigação, no início da noite desta quinta.

Confira a nota da cervejaria 

A Cervejaria Backer informa que está colaborando com os  órgãos públicos de saúde que  estão realizando perícias em todo o seu processo de produção.

No dia 07, terça-feira, a fábrica recebeu em suas instalações, agentes do Ministério da Agricultura que realizaram uma inspeção completa na mesma.

Autoridades de saúde investigam, igualmente, outros produtos consumidos e que possam ter provocado a hospitalização de 8 pessoas, todas com os mesmos sintomas. 

Reafirmamos nossa total confiança em todas as etapas de produção dos nossos produtos. Manteremos nossos consumidores, distribuidores e a sociedade em geral informada, tão logo tenhamos acesso aos laudos periciais, ora em curso.

BH, 09 de janeiro de 2020.