Um policial foi assassinado na noite desta terça-feira (27) em Itabirito, na região Central de Minas Gerais. O soldado de 1ª classe Maicom Gomes da Silva Santos, de 26 anos, lotado no 4º Pelotão da 1ª Companhia do Batalhão Choque de Belo Horizonte foi morto ao reagir a um assalto na BR-040, no km 590, próximo ao viaduto das Almas.
 
Segundo a Polícia Militar, o soldado estava em uma moto particular, por volta das 19h, quando foi abordado em uma tentativa de assalto. Maicom reagiu ao crime, mas foi baleado por três tiros, sendo um na cabeça. A arma da vítima teria sido levado pelos criminosos, mas a motocicleta não foi levada.
 
Momentos depois, a PM conseguiu identificar um suspeito do crime. Paulo Henrique Jardim de Souza, de 22 anos, tinha dado entrada em um hospital de Itabirito ferido por um tiro. Devido ao ferimento ele foi transferido para o Hospital de Pronto Socorro (HPS) João XXIII, em BH.
 
Em conversa com militares, o jovem assumiu o crime e disse que teria feito em parceria com um adolescente de 17 anos, que também foi detido.
 
Por meio de nota, o Secretário de Estado de Defesa Social, Bernardo Santana de Vasconcellos, lamentou a morte do soldado. "Além de prestar irrestrita solidariedade à família do soldado Maicon, o secretário Bernardo Santana cumprimenta a corporação pela rápida prisão dos suspeitos e informa que determinou à chefia da Polícia Civil rigor nas investigações sobre o bárbaro crime".
 
Sétimo Dia
 
Hoje é a missa do sétimo dia de um outro policial que morreu durante um crime. O soldado da Polícia Militar Ramon Seixas morreu na noite da última terça-feira (20), durante uma perseguição no bairro Jardim São José, região Noroeste de Belo Horizonte. 
 
Seixas conduzia uma viatura da corporação que capotou na avenida João XXIII. Além do soldado, outros três militares que estavam no veículo sofreram ferimentos leves. Os suspeitos que estavam sendo perseguidos não foram presos.