A polícia está à procura de três homens que tentaram assassinar um militar em um bar, no bairro Anchieta, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, na madrugada deste sábado (12). Três pessoas, sendo o policial e dois clientes do estabelecimento, acabaram baleadas no crime, mas ninguém corre risco de morte.
 
Segundo o sargento Sandro Mendes, por volta das 2h30, três homens chegaram em Fiat Uno de cor prata, com o rosto descobertos, e foram em direção ao soldado Ciro Nésio, lotado na 6ª Companhia do 1° Batalhão da PM, que estava com amigos, no Café do Carmo, na rua Pium-í, 695. 
 
Os bandidos atiraram diversas contra o alvo, que ainda tentou fugir, mas foi atingido quatro vezes nas costas, braço e mão. Um dos disparos chegou a perfurar o pulmão do militar. Outros dois clientes que estavam no local mas não tiveram os nomes divulgados também foram baleados. Em seguida, os atiradores fugiram e as vítimas socorridas.
 
Até às 11h30, o soldado Ciro ainda passava por cirurgias no Hospital de Pronto Socorro (HPS) João XXIII, mas não corria risco de morte e estava consciente. “Nésio disse que não tinha discutido antes e não estava jurado de morte. Talvez possa ser alguém se vingando de alguma ocorrência que ele atendeu”, disse o sargento Mendes.
 
Imagens das câmeras de segurança do estabelecimento serão usadas para investigar o crime. A arma do militar foi apreendida e será periciada, mas ele não teria chegado a trocar tiros com os bandidos, segundo o sargento Sandro.