A ponte construída pela Vale em abril deste ano em Brumadinho, na Grande BH, passou por manutenção na madrugada desta sexta-feira (9), após sofrer dano em parte de sua estrutura. De acordo com a empresa, a ponte já foi liberada e não há risco para a passagem de veículos. 

Com 50 metros de vão, a ponte foi construída em estrutura mista de concreto e aço dividida em cerca de 110 placas. Uma dessas placas chegou a ser danificada pelo fluxo de carros e assustou os moradores, que tiveram receio de que cedesse. 

Segundo a Vale, o dano foi prontamente resolvido nesta madrugada. Além disso, a empresa informou que o problema causado na placa de concreto não representa nenhum risco para a estrutura da ponte.

Passarela

A mineradora também informou que já estão em execução as obras para a construção da passarela de pedestres nessa ponta. A previsão é que a estrutura seja entregue para a comunidade no início do próximo mês. 
 
Segundo a Vale, a passarela permitirá o acesso de pedestres das comunidades Parque da Cachoeira, Córrego do Feijão, Melo Franco, Marques, Aranha, Palhano, Córrego Ferreira e Casa Branca, dentre outras, à área central de Brumadinho.
 
Leia nota na íntegra

A Vale informa que já estão em execução as obras para a construção da passarela de pedestres da ponte Alberto Flores, em Brumadinho. A previsão é que a estrutura seja entregue para a comunidade no início de setembro.
 
A passarela vai estabelecer, com segurança, o acesso de pedestres das comunidades Parque da Cachoeira, Córrego do Feijão, Melo Franco, Marques, Aranha, Palhano, Córrego Ferreira e Casa Branca, dentre outras, à área central de Brumadinho.
 
A ponte, de 50 metros de vão, foi construída em estrutura mista de concreto e aço divididas em cerca de 110 placas. Uma dessa placas chegou a ser danificada pelo fluxo de veículos mas foi prontamente restabelecida. 
 
A Vale reforça que o dano causado à placa de concreto não representa nenhum risco para a estrutura da ponte.