Apesar da presença fixa de agentes da Guarda Municipal em praças de Belo Horizonte, populares retiraram gradis que impedem acesso à Lagoa Seca, no bairro Belvedere, na região Sul de BH, para adentrar o local e praticar caminhada e outros exercícios, na manhã deste sábado (6).

De acordo com o órgão de segurança pública da Prefeitura de BH, uma equipe foi encaminhada ao local especificamente para verificar a situação e repor os equipamentos. "A reposição dos gradis já está sendo providenciada pelos órgãos responsáveis", informou a Guarda, nesta tarde.

Além da Lagoa Seca, a Guarda explicou que mantém equipes fixas nas praças da Liberdade, no Funcionários; JK, no Sion; do Papa, no Mangabeiras; e da Assembleia, no Santo Agostinho, todas na região Sul e Centro-Sul, com o objetivo de "fazer cumprir as orientações dos órgãos de saúde para o combate à pandemia do coronavírus". Todas elas estão interditadas. 

População pode denunciar

"O trabalho dos guardas municipais é feito, sobretudo, no sentido de promover a prevenção e conscientização da população", explicou o órgão, em nota. Ainda conforme a Guarda Municipal, a população pode denunciar casos de desrespeito às interdições. 

Para tanto, é necessário relatar o problema na Ouvidoria, disponível site da prefeitura, ou pelo telefone 156 (de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h; e nos fins de semana e feriados, das 7h às 20h).