A chuva que atingiu Belo Horizonte na tarde desta terça-feira (18) foi rápida, mas suficiente para causar a queda de muro de aproximadamente oito metros no bairro Ipiranga, na região Nordeste da capital mineira.
 
De acordo com Marcos Vinícius Vitório, agente de proteção da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec), a queda foi seguida de escorregamento de terra e deixou pelos menos oito veículos, que estavam em oficina mecânica, suspensos. O muro faz divisa com obra de prédio de seis andares em construção e o estabelecimento comercial, que fica na esquina entre as ruas Pio XI e Jacuí. "O previsto é que os carros só sejam retirados nesta quarta, uma vez que esse trabalho tem que ser feito por profissional adequado e com uso de guincho. Ninguém ficou ferido", explica o agente.
 
Segundo Vitório, devido à queda do muro, o telhado da oficina corre risco de cair, assim como pode ocorrer movimentação do solo, facilitada pelo peso dos veículos que ficaram pendurados. O estabelecimento foi isolado e será novamente vistoriado pelo órgão. O dono do local acompanhou a visita do agente, ao contrário do responsável pela obra, que não foi identificado ou localizado. "Apenas o vigia da construção foi achado e, com isso, ainda não tenho informações se a construção é regular ou não", explica.
 
Ainda conforme o agente, possivelmente, o muro caiu porque houve escavação por parte do pessoal da obra e, como a estrutura não tinha sistema de drenagem, ocorreu acúmulo de água. "O muro era muito antigo e a falta de sistema de drenagem facilitou e muito o desabamento, assim como o pequeno deslizamento de terra".