A partir desta quinta-feira (16), os passageiros que utilizam o trem da Vale de Belo Horizonte para Vitória (ES) precisarão viajar de ônibus até Barão de Cocais, na região Central de Minas, para depois embarcar na locomotiva. O trajeto contrário terá funcionamento análogo. A medida é preventiva, já que o trem circula nas imediações de barragem de mina com indícios de movimento. 

De acordo com a Vale, a alteração é por tempo indeterminado e segue orientação da Agência Nacional de Mineração (ANM), já que, recentemente, foram identificadas movimentações no talude Norte da estrutura da mina. Segundo a empresa, a cava e a barragem da mina Gongo Soco, em Barão de Cocais, são monitoradas 24h por dia. 

Por essa razão, a mineradora pediu desculpas pelo "inconveniente", mas informou que os passageiros que quiserem podem pedir o reembolso do valor pago pela passagem. Para isso, é preciso se dirigir, no prazo de até 30 dias, a qualquer uma das estações localizadas ao longo da Estrada de Ferro Vitória a Minas. 

Ônibus + trem

Quem parte da estação Belo Horizonte, na Praça da Estação, no Centro, irá embarcar em ônibus alugados pela Vale e conduzido até a Estação Dois Irmãos, em Barão de Cocais, de onde seguirá a viagem por trem. 

No sentido contrário (Vitória-Belo Horizonte), os passageiros irão desembarcar do trem na Estação Dois Irmãos e seguir por meio rodoviário até a capital mineira.

Segundo a empresa, diante das alterações, é possível que hajam atrasos na viagem. Mais informações podem ser solicitadas por meio do Alô Ferrovias, pelo número 0800 285 7000.

Leia mais:
Vale pode ter que bancar trem para ligar BH a Ouro Preto e Mariana